O que é Proof of Burn?

Compartilhar
Copied to clipboard!
O que é Proof of Burn?
Ouça este artigo
00:00 / 00:00

Embora a maioria dos sistemas blockchain usem um algoritmo de consenso chamado Proof of Work (PoW) ou Proof of Stake (PoS), o Proof of Burn (PoB) - ou Prova de Queima - está sendo testado como uma possível alternativa aos algoritmos PoW e PoS.

De um modo geral, os algoritmos de consenso são responsáveis por manter a rede segura, verificar e validar as transações.

Uma blockchain baseada no Proof Of Work como o Bitcoin, cria um cenário onde os mineradores competem entre si para encontrar uma solução válida para um problema criptográfico complexo. O primeiro minerador a encontrar uma solução para um determinado bloco transmite sua prova de trabalho (bloco hash) para o resto da rede. A rede distribuída de nós irá então verificar se essa solução é ou não válida, se válida, o minerador ganha o direito de adicionar permanentemente aquele novo bloco na rede blockchain e também é recompensado com Bitcoins recém-gerados.

Quando se trata de Proof of Stake, o algoritmo de consenso funciona de uma maneira diferente. Ao invés de utilizar funções hash, o algoritmo PoS faz uso de assinaturas digitais que comprovam a propriedade das moedas. A validação de novos blocos é feita pelos chamados forgers ou minters, que são escolhidos de forma determinística. Quanto mais moedas um forger tem em jogo, maiores são as chances de ser escolhido como um validador de bloco. Ao contrário do algoritmo de PoW, a maioria dos sistemas baseados em PoS não oferece recompensas em bloco, e tudo que os mineiros obtém por validarem um bloco são as taxas de transação.

Embora o algoritmo Proof of Burn apresente similaridades com o PoW e PoS, ele tem seu modo particular de alcançar o consenso e validar os blocos.

 

Proof of Burn – PoB

Existe mais de uma versão de PoB, mas o conceito de Proof of Burn idealizado por Lain Stwart é provavelmente o mais reconhecido dentro do espaço de criptomoedas. Ele foi proposto como uma alternativa mais sustentável ao algoritmo de consenso PoW.

Essencialmente, o Proof of Burn parece um algoritmo de Proof of Work, porém com taxas reduzidas de consumo de energia. O processo de validação do bloco de rede baseado em PoB não requer o uso de poderosos recursos computacionais e não depende de poderosos hardwares de mineração (como as placas ASICs). Em vez disso, as criptomoedas são queimadas intencionalmente como uma maneira de “investir” recursos na blockchain, de modo que os candidatos a mineradores não necessitam investir com recursos físicos. Nos sistemas baseados em PoB, os mineradores investem em plataformas virtuais de mineração (ou poder de mineração virtual).

Em outras palavras, ao executar a queima de moedas, os usuários são capazes de demonstrar seu compromisso com a rede, obtendo o direito de “minerar” e validar transações. Como o processo de queima de moedas representa o poder de mineração virtual, quanto mais moedas um usuário queima em favor do sistema, mais poder de mineração ele/ela tem, e portanto, maiores são as chances de ser escolhido como o próximo validador do bloco.

 

Como funciona o Proof of Burn?

Em poucas palavras, o processo de queima de moedas consiste em enviá-las para um endereço público verificável onde elas se tornam inacessíveis e inúteis. Normalmente esses endereços (também conhecidos como “endereços comedores”) são gerados aleatoriamente sem ter nenhuma chave particular associada a eles. Naturalmente o processo de queima de moedas reduz a disponibilidade de mercado e cria uma escassez econômica, causando um potencial aumento em seu valor. Mas mais que isso, a queima de moedas é outra maneira de investir na segurança da rede.

Uma das razões pelas quais as blockchains baseadas em Proof of Work são mais seguras é o fato de que os mineradores precisam investir muitos recursos para que seja lucrativo. Isso significa que um minerador de PoW terá todos os incentivos para agir honestamente e ajudar a rede a fim de evitar que seus investimentos iniciais sejam desperdiçados.

A ideia é similar quando falamos de algoritmos a base de Proof of Burn. Porém, em vez de investir em eletricidade, mão de obra e poder computacional, as blockchains baseadas em PoB devem ser garantidas pelos investimentos feitos através de queima de moedas e nada mais.

Da mesma forma que as blockchains baseadas em PoW, os sistemas PoB fornecerão recompensas de um bloco a mineradores dentro de um certo período de tempo, as recompensas deverão cobrir o investimento inicial das moedas queimadas.

Como dito anteriormente, existem diferentes maneiras de implementar o algoritmo de consenso baseado no Proof of Burn. Enquanto alguns projetos executam sua mineração PoB através da queima de Bitcoins, outros conquistam o consenso queimando sua própria moeda.

 

Proof of Burn vs Proof of Stake 

Uma coisa que PoB e PoS tem em comum é o fato de que os validadores de bloco tem que investir suas moedas para participar do mecanismo de consenso. No entanto, as blockchains baseadas em PoS exigem que os forgers coloquem suas moedas, tornando-as presas. Mas caso se decidam por deixar a rede, eles podem retirar suas moedas e vende-las no mercado. Como consequência não existe a escassez permanente das moedas no mercado, porque as moedas só são retiradas de circulação por um determinado período de tempo. Por outro lado, os validadores de blocos baseados em PoB tem de destruir suas moedas para sempre, criando uma escassez econômica permanente.

 

Vantagens e Desvantagens do Proof of Burn 

As vantagens e desvantagens listadas aqui são baseadas em argumentos gerais feitos por apoiadores do algoritmo de consenso PoB e não devem ser considerados fatos comprovados. Existem controvérsias sobre esses argumentos que exigem mais testes para serem confirmados como válidos ou inválidos.

 

Vantagens

  • Mais sustentável. Consumo de energia reduzido.

  • Não há necessidade de hardware de mineração. Moedas queimadas são plataformas de mineração virtual. 

  • Queima de moedas reduzem a oferta de circulação (escassez de mercado).

  • Encoraja o compromisso de longo prazo dos mineradores.

  •  A distribuição e mineração das moedas tende a ser menos centralizada.


Desvantagens

  • Alguns dizem que PoB não é de fato ecológico, uma vez que os bitcoins que estão sendo queimados são gerados através da mineração baseada em PoW, que requer muitos recursos. 

  • Não foi provado se funciona em larga escala. Mais testes são necessários para confirmar sua eficiência e segurança.

  • O processo de queima de moedas não é sempre transparente ou facilmente verificável pelo usuário médio.

Loading