Guia para Iniciantes Sobre Gráficos de Velas

Compartilhar
Copied to clipboard!
Guia para Iniciantes Sobre Gráficos de Velas
Ouça este artigo
00:00 / 00:00

Conteúdo


Introdução

Para um usuário recém-chegado ao ambiente de investimentos e trading, a leitura de gráficos pode ser uma tarefa assustadora. Alguns confiam em seu instinto e fazem seus investimentos com base em sua intuição. Embora essa estratégia possa temporariamente funcionar em um ambiente de mercado em alta (bullish), provavelmente ela não funcionará a longo prazo. 

Essencialmente, fazer trades e investir são jogos de probabilidades e gerenciamento de riscos. Portanto, a capacidade de interpretar os gráficos de velas é vital para qualquer estilo de investimento. Este artigo explica o que são os gráficos de velas e como entendê-los.


O que é um gráfico de velas?

Um gráfico de velas (candlestick chart) é um tipo de gráfico financeiro que representa graficamente os movimentos de preço de um ativo em um determinado período de tempo. Como o nome sugere, ele é composto de  velas, cada um representando o mesmo valor de intervalo de tempo. As velas podem representar praticamente qualquer período, de segundos a anos. 

Os gráficos de velas tiveram origem no século XVII. Sua invenção como ferramenta gráfica é creditada a um vendedor de arroz japonês chamado Homma. Suas ideias foram provavelmente o que forneceu a base para o que hoje é usado como o gráfico de velas moderno. As descobertas de Homma foram aprimoradas por muitos, principalmente por Charles Dow, um dos pais da análise técnica moderna.

Embora os gráficos de velas possam ser usados para analisar outros tipos de dados, eles são empregados principalmente para facilitar a análise dos mercados financeiros. São ferramentas que, se usadas corretamente, podem ajudar traders a avaliar a probabilidade de resultados na movimentação dos preços. Eles podem ser úteis, pois permitem que traders e investidores formem suas próprias idéias com base em sua análise do mercado.


Como funcionam os gráficos de velas?

Os seguintes pontos de preço são necessários para criar cada vela:

  1. Abertura — O primeiro registro do preço de trading do ativo, considerando um intervalo de tempo específico.

  2. Máximo — O valor máximo registrado do preço do ativo, considerando um intervalo de tempo específico.

  3. Mínimo — O valor mínimo registrado do preço do ativo, considerando um intervalo de tempo específico.

  4. Fechamento — O último preço de trading registrado do ativo, considerando um intervalo de tempo específico.


Guia para Iniciantes Sobre Gráficos de Velas


Esse conjunto de dados é chamado, de forma coletiva, de "valores OHLC". A relação entre abertura, máximo, mínimo e fechamento determina o aspecto da vela.

A distância entre a abertura e o fechamento é conhecida como corpo, enquanto a distância entre o corpo e o valor máximo/mínimo é chamada de pavio ou sombra. A distância entre o valor máximo e o valor mínimo é o alcance da vela. 


Como ler os gráficos de velas

Muitos traders consideram os gráficos de velas mais fáceis de ler do que os gráficos de barras e linhas convencionais, apesar de fornecerem informações semelhantes. Os gráficos de velas podem ser lidos rapidamente, fornecendo uma representação simples da ação do preço. 

Na prática, uma vela mostra a batalha entre bulls e bears em um determinado período. Geralmente, quanto mais longo o corpo da vela, mais intensa é a pressão de compra ou venda durante o período. Se as sombras da vela forem curtas, isso significa que a máxima (ou a mínima) do período estava próxima do preço de fechamento.

A cor e as configurações podem variar com as diferentes ferramentas de gráficos, mas geralmente, se o corpo estiver verde, significa que o fechamento da vela apresentou um valor mais alto do que na abertura. O corpo com a cor vermelha significa que o preço caiu durante o período medido, portanto o fechamento apresentou um valor menor do que na abertura. 

Alguns analistas preferem usar representações em preto e branco. Portanto, em vez de usar verde e vermelho, os gráficos representam movimentos de subida com velas brancas e movimentos de queda com velas pretas.


O que os gráficos de velas não mostram

Embora as velas sejam úteis para fornecer uma ideia geral da ação do preço, elas podem não fornecer tudo o que você precisa para uma análise mais abrangente. As velas não mostram em detalhes o que aconteceu no intervalo entre a abertura e o fechamento, apenas a distância entre os dois pontos (juntamente com os valores de máximo e mínimo).

Por exemplo, enquanto as sombras de uma vela nos dizem a máxima e a mínima do período, elas não podem nos dizer qual valor ocorreu primeiro. Ainda assim, na maioria das ferramentas de gráficos, o intervalo de tempo pode ser alterado, permitindo que os traders aumentem o zoom e usem intervalos menores para obter mais detalhes.


Os gráficos de velas também podem conter muito ruído do mercado, especialmente ao considerar intervalos de tempo mais curtos. As velas podem mudar muito rapidamente, o que pode dificultar a interpretação.


Velas de Heikin-Ashi

Até agora, discutimos o tipo de gráfico que também é conhecido como gráfico de velas japonês. Entretanto, existem outras maneiras de traçar as velas. A técnica Heikin-Ashi é uma delas.

Heikin-Ashi significa “barra média” em japonês. Esses gráficos de velas baseiam-se em uma fórmula modificada que usa dados de preços médios. O principal objetivo é suavizar a ação dos preços e filtrar os ruídos do mercado. Sendo assim, as velas Heikin-Ashi podem facilitar a identificação de tendências de mercado, padrões de preços e possíveis reversões.

Os traders costumam usar as velas de Heikin-Ashi em combinação com o gráfico de velas japonês para evitar falsos sinais e aumentar as chances de detectar tendências do mercado. Velas verdes do Heikin-Ashi sem sombras inferiores, geralmente indicam uma forte tendência de alta, enquanto velas vermelhas sem sombras superiores podem apontar para uma forte tendência de baixa.

Embora as velas de Heikin-Ashi possam ser uma ferramenta poderosa, como qualquer outra técnica de análise técnica, elas têm suas limitações. Como elas usam dados de preços médios, os padrões podem levar mais tempo para serem definidos. Além disso, eles não mostram diferenças de preço e podem acabar ocultando outros dados sobre os preços.


Considerações finais

Os gráficos de velas são uma das ferramentas mais importantes para qualquer trader ou investidor. Eles não apenas fornecem uma representação visual da ação do preço para um determinado ativo, mas também oferecem a flexibilidade de análise de dados em diferentes intervalos de tempo.

O estudo de gráficos e padrões de velas, combinado com uma mentalidade analítica e prática, pode eventualmente proporcionar uma vantagem sobre o mercado. Ainda assim, a maioria dos traders e investidores concorda que também é importante considerar outros métodos, como a análise fundamental.

Loading