Como Funciona o Indicador MACD

Compartilhar
Ouça este artigo
00:00 / 00:00

MACD significa convergência e divergência de médias móveis (Moving Average Convergence Divergence). É um indicador do tipo oscilador que é amplamente utilizado por traders para análise técnica (TA). O MACD é uma ferramenta de análise de tendências que utiliza médias móveis para analisar a performance de ações, criptomoedas, ou outros ativos negociáveis.

Desenvolvido por Gerald Appel no final da década de 1970, o indicador MACD rastreia os eventos de precificação que já ocorreram e, assim, entra na categoria de indicadores com atraso, conhecidos como lagging indicators (que fornecem sinais baseados em ações ou dados de preços anteriores). O MACD pode ser útil para medir a dinâmica do mercado e possíveis tendências de preço e é utilizado por muitos traders para identificar possíveis pontos de entrada e saída.

Antes de se aprofundar nos mecanismos do MACD, é importante entender o conceito de médias móveis. Uma média móvel (MA) é simplesmente uma linha que representa o valor médio de dados anteriores durante um determinado período. No contexto dos mercados financeiros, as médias móveis estão entre os indicadores mais populares para análise técnica (TA) e podem ser divididos em dois tipos diferentes: médias móveis simples (SMAs) e médias móveis exponenciais (EMAs). Enquanto os indicadores SMAs pesam igualmente todas as entradas de dados, os EMAs atribuem maior importância aos valores de dados mais recentes (pontos de preços mais recentes).


Como o MACD funciona

O indicador MACD é gerado pela subtração de duas médias móveis exponenciais (EMAs) para criar a linha principal (linha MACD), que é então usada para calcular outra EMA que representa a linha de sinal.

Além disso, há o histograma MACD, que é calculado com base nas diferenças entre essas duas linhas. O histograma, juntamente com as outras duas linhas, flutua acima e abaixo de uma linha central, que também é conhecida como linha zero.

Portanto, o indicador MACD consiste de três elementos que se movem em torno da linha zero:

  • A linha MACD (1): ajuda a determinar o impulso para cima ou para baixo (tendência do mercado). É calculado subtraindo duas médias móveis exponenciais (EMA).

  • A linha de sinal (2): é uma EMA da linha MACD (geralmente EMA de 9 períodos). A análise combinada da linha de sinal com a linha MACD pode ser útil para detectar possíveis reversões ou pontos de entrada e saída.

  • Histograma (3): é uma representação gráfica da divergência e convergência da linha MACD e da linha de sinal. Em outras palavras, o histograma é calculado com base nas diferenças entre as duas linhas.

Como Funciona o Indicador MACD


A linha MACD

Em geral, as médias móveis exponenciais são medidas de acordo com os preços de fechamento de um ativo, e os períodos usados para calcular as duas EMAs são geralmente definidos como 12 períodos (mais rápido) e 26 períodos (mais lento). O período pode ser configurado de maneiras diferentes (minutos, horas, dias, semanas, meses). Este artigo terá foco nas configurações diárias, porém, o indicador MACD pode ser customizado para acomodar diferentes estratégias de negociação.

Assumindo os intervalos de tempo padrão, a própria linha MACD é calculada subtraindo a EMA de 26 dias da EMA de 12 dias.

Linha MACD =EMA 12d - EMA 26d

Como mencionado, a linha MACD oscila acima e abaixo da linha zero, e é isso que sinaliza os chamados crossovers (cruzamentos) da linha central, mostrando aos traders quando as EMAs de 12 e 26 dias estão mudando sua posição relativa.


A linha de sinal

Por padrão, a linha de sinal é calculada a partir de uma EMA de nove dias da linha principal e por isso, fornece mais informações sobre seus movimentos anteriores.

Linha de sinal =EMA 9d da linha MACD

Embora nem sempre sejam precisos, quando a linha MACD e a linha de sinal se cruzam, esses eventos são geralmente considerados sinais de inversão de tendência, especialmente quando ocorrem nas extremidades do gráfico MACD (muito acima ou muito abaixo da linha zero).


O histograma MACD

O histograma nada mais é do que um registro visual dos movimentos relativos da linha MACD e da linha de sinal. É simplesmente calculado subtraindo um do outro:

Histograma MACD =linha MACD - linha de sinal

No entanto, ao invés de adicionar uma terceira linha móvel, o histograma é feito por um gráfico de barras, tornando-o visualmente mais fácil de ler e interpretar. Observe que as barras do histograma não têm nada a ver com o volume de negociação do ativo.


Configurações MACD

Conforme discutido, as configurações padrão do MACD são baseadas nas EMAs de 12, 26 e 9 períodos - portanto, MACD (12,26,9). No entanto, alguns analistas e técnicos alteram os períodos como forma de criar um indicador mais sensível. Por exemplo, o MACD (5,35,5) é frequentemente utilizado nos mercados financeiros tradicionais para operações de prazo mais longo, como gráficos semanais ou mensais.

Vale ressaltar que, devido à alta volatilidade dos mercados de criptomoedas, aumentar a sensibilidade do indicador MACD pode ser arriscado, pois possivelmente resultará em mais falsos sinais e informações enganosas.


Interpretando gráficos MACD

Como o nome sugere, o indicador MACD (Convergência/Divergência de Médias Móveis) rastreia as relações entre as médias móveis, e a correlação entre as duas linhas pode ser descrita como convergente ou divergente. Convergente quando as linhas se movem uma na direção da outra e divergente quando se afastam.

Ainda assim, os sinais relevantes do indicador MACD estão relacionados aos chamados crossovers, que acontecem quando a linha MACD cruza acima ou abaixo da linha central (crossovers da linha central), ou acima ou abaixo da linha de sinal (crossovers da linha de sinal).

Tenha em mente que os crossovers da linha central e da linha de sinal podem ocorrer várias vezes, produzindo muitos sinais falsos e complicados - especialmente em relação a ativos voláteis, como as criptomoedas. Portanto, não se deve confiar apenas no indicador MACD.


Crossovers da linha central

Os crossovers da linha central ocorrem quando a linha MACD se move tanto na área positiva quanto negativa. Quando a linha MACD cruza acima da linha central, o valor MACD positivo indica que a EMA de 12 dias é maior que a de 26 dias. Um MACD negativo é mostrado quando a linha MACD cruza abaixo da linha central, indicando que a média de 26 dias é maior que a de 12 dias. Em outras palavras, uma linha MACD positiva sugere um impulso positivo, enquanto um valor MACD negativo pode indicar um impulso mais forte para o lado negativo.


Crossover da linha de sinal

Quando a linha MACD cruza acima da linha de sinal, os traders geralmente a interpretam como uma potencial oportunidade de compra (ponto de entrada). Por outro lado, quando a linha MACD cruza abaixo da linha de sinal, os traders tendem a considerá-la uma oportunidade de venda (ponto de saída).

Embora os crossovers de sinal possam ser úteis, nem sempre são confiáveis. Também vale a pena considerar o local onde eles ocorrem no gráfico como forma de minimizar os riscos. Por exemplo, se o crossover indicar uma compra, mas o indicador da linha MACD estiver abaixo da linha central (negativo), as condições de mercado ainda podem ser consideradas baixas. Por outro lado, se um crossover da linha de sinal indica um potencial ponto de venda, mas o indicador de linha MACD é positivo (acima da linha zero), as condições de mercado ainda tendem a ser de alta. Nesse cenário, seguir o sinal de venda pode acarretar mais risco (considerando a tendência maior).


MACD e divergências de preço

Juntamente com os crossovers da linha de centro e da linha de sinal, os gráficos MACD também podem fornecer informações por meio de divergências entre o gráfico MACD e as alterações de preço do ativo.

Por exemplo, se a ação de preço de uma criptomoeda apresenta uma alta maior enquanto o MACD cria uma alta menor, teríamos uma divergência de baixa, indicando que, apesar do aumento de preço, o momento de alta (pressão de compra) não é tão forte. As divergências de baixa geralmente são interpretadas como oportunidades de venda porque tendem a preceder a reversão de preços.

Pelo contrário, se a linha MACD formar duas baixas em alta que se alinham com duas baixas em queda sobre o preço do ativo, então isso é considerado uma divergência de alta, sugerindo que, apesar da queda nos preços, a pressão de compra é mais forte. As divergências de alta tendem a preceder a reversão de preços, indicando potencialmente um fundo de curto prazo (de uma tendência de baixa para uma tendência de alta).


Considerações finais

Quando se trata de análise técnica (TA), o indicador MACD é uma das ferramentas mais úteis que existem. Não só porque é relativamente fácil de usar, mas também porque é bastante eficaz para identificar as tendências e a dinâmica do mercado.

No entanto, como a maioria dos indicadores de TA, o MACD nem sempre é preciso e pode fornecer vários sinais falsos e enganosos - especialmente em relação a ativos voláteis ou durante mercados de consolidação (tendências ausentes ou fracas). Consequentemente, muitos traders usam o MACD com outros indicadores - como o indicador RSI - para reduzir riscos e confirmar os sinais com maior precisão.

Loading